Criar um Site Grátis Fantástico

CONTAGEM DE CARBOIDRATOS NO DIABETES TIPO 1

CONTAGEM DE CARBOIDRATOS NO DIABETES TIPO 1

Por: Fernando Lage – Nutricionista CRN9: 3889

A contagem de carboidrato combinada à precisão na infusão de insulina é a melhor opção de tratamento para o controle glicêmico no diabetes.

CARBOIDRATO:

É o nutriente que apresenta maior efeito sobre o nível de glicose no sangue.

ALIMENTOS FONTES DE CARBOIDRATOS:

Arroz, biscoitos, cereais matinais, leguminosas, massas, pães, pastéis, sanduiches, pizzas

Leite e iogurte

Legumes, verduras, frutas e sucos

Mel, açúcar, doces e refrigerantes.

O que é a contagem de carboidratos:

É um método que permite com maior flexibilidade, a escolha dos alimentos que irão compor o planejamento alimentar e, certamente um ajuste de insulina mais preciso e adaptado ao dia a dia e necessidades da pessoa com diabetes.

Cerca de 90 a 100% do carboidrato ingerido é transformado em glicose logo após sua ingestão, que estará disponível na corrente sanguínea de 15 minutos a 2 horas após a ingestão. A proteína e a gordura provocam um pequeno aumento na glicose sanguínea e quando consumidos em excesso podem retardar a absorção do carboidrato.

A absorção de carboidratos depende de outros fatores como: digestão, absorção e interação dos nutrientes que compõe cada refeição ingerida. Podendo promover diferentes efeitos sob a glicemia de cada indivíduo.

Por que então contar carboidrato?

Como vimos, os carboidratos quando ingeridos causam o aumento da glicemia. Por exemplo, quando você ingere uma maçã sua glicemia sofre uma pequena elevação, mas, quando você ingere 3 maçãs sua glicemia se eleva ainda mais. Quanto mais carboidratos ingerir maior será a necessidade de insulina. Anteriormente à dose de insulina de cada refeição deverá ser realizada a punção da polpa digital (dedinho) para colher amostra de sangue para exame através da fita de glicoteste, e posteriormente anotar a quantidade de carboidrato ingerida na refeição, antes de aplicar o BOLUS.

Onde encontrar informações sobre os gramas de carboidratos dos alimentos?

-Nos rótulos de produtos industrializados

-Listas elaboradas com informações retiradas de livros de composição nutricional de alimentos

 

CONSUMO DE CARNES, AVES, OVOS E QUEIJOS

Os alimentos fontes de proteínas animais não contêm carboidratos em suacomposição e por isso não são contabilizados, mas quando consumidos fora de sua quantidade habitual é necessário fazer insulina para ajuste. O monitoramento pré e pós-refeição irá te auxiliar a quantidade certa dessa dose.

 

CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS

A ingestão alcoólica aumenta o risco de hipoglicemia porque o fígado não processa o açúcar enquanto processa o álcool. Uma ou duas doses de bebida alcoólica com baixos teores de carboidratos como, vinho branco, whisky com água, gim com água tônica diet, pode ser utilizada com pequenos efeitos sobre a glicemia, já a ingestão de bebidas com altas concentrações de carboidratos deve ser acompanhada mais de perto. Por exemplo: vinho doce, licores, bebidas preparadas com sucos de fruta, etc. O freqüente consumo de bebidas alcoólicas não só aumentam o risco de hipoglicemia, mas também contribuem para o ganho de peso e aumento dos níveis de triglicérides sanguíneos.

CONSUMO DE HORTALIÇAS

O grupo das hortaliças contém pouco contém pouco carboidrato na composição, portanto, só será necessário incluí-las na contagem se a soma dos carboidratos for maior ou igual a 5g.  

NECESSIDADE DIÁRIA DE CARBOIDRATOS:

A quantidade de total de carboidratos necessária por refeição e por dia é individual e será definida pelo médico e/ou nutricionista.

 

MEDIDAS CASEIRAS

Para identificar a quantidade de carboidrato dos alimentos é importante ficar atento à quantidade do alimento consumido. As medidas caseiras são boas ferramentas. Ex. colher de sopa, prato de sobremesa, concha, etc.

 

OBSERVAÇOES IMPORTANTES PARA OS PRIMEIROS 15 DIAS: 

- manter uma quantidade de carboidratos fixa nas refeições, mudando apenas a qualidade dos alimentos.

- evitar o consumo de preparações ricas em gordura, ex. pizza, lasanha, hambúrguer, salgadinhos de pacote, etc.

 

TOP TEN ADULTO

Abaixo você vai encontrar um espaço para fazer uma lista personalizada de alimentos, coloque os dez alimentos que mais consome a quantidade habitualmente consumida e os gramas de carboidratos. 

TOP TEM ADULTO

               Alimento

Medida caseira

Gramas de carboidratos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

RELAÇÃO CARBOIDRATO/INSULINA

A razão carboidrato/insulina vai depender do peso, idade e atividade diária.

Para crianças, 1 unidade de insulina para 20 – 30g de carboidratos consumidos e para adultos, 1 unidade de insulina para 15 – 20g de carboidratos consumidos. Essa razão pode mudar ao longo do tempo, por exemplo, se a rotina diária é alterada ou mesmo ser necessário razões diferentes durante o dia, por exemplo, café da manhã 1U para cada 15g e almoço e jantar 1U para cada 20g. 

 

FATOR DE SENSIBILIDADE (FS) PARA CORREÇÃO DE HIPERGLICEMIA

O FS será utilizado para fazer a correção de sua glicemia caso essa estejaacima do que o estabelecido pela equipe (Endocrinologista e Nutricionista).

É estabelecido de acordo com a quantidade total de insulina necessária por dia (basal + bolus).

 

Ex: glicemia de 240mg/dL

FS = 50 e meta glicêmica 80 – 140mg/dL

glicemia atual – meta glicêmica  =                        240 – 140   =  2U  bolus de correção

                      FS                                                         50

 

HIPOGLICEMIA

As correções de hipoglicemia devem ser feitas utilizando 15g de carboidratos proveniente dos seguintes alimentos:

1 copo de 150ml de suco de laranja ou

1 copo de 150ml de refrigerante ou

1 copo de 150 ml de água com 1 col. de sopa de açúcar ou

3 balas.

Repetir o teste de ponta de dedo após 15 minutos do consumo e caso a glicemia não tenha voltado para valores acima de 80mg/dL, repetir a correção.

 

Exemplos PARA o dia-a-dia:

 

exemplo 1:

Glicemia pré-café da manhã = 254mg/dL

Meta glicêmica pré-refeição = 80 – 120mg/dL / Fator de Sensibilidade = 50 / Razão carb/ insulina = 15/1

Alimento

Medida caseira

Gramas de carboidrato

Pão francês

 

 

Queijo

 

 

Laranja

 

 

Café

 

 

BOLUS ALIMENTAR =

 

Total

BOLUS DE CORREÇÃO =

 

 

 

Exemplo 2:

Glicemia pré-almoço = 193mg/dL

Meta glicêmica pré-refeição = 80 – 140mg/dL / Fator de Sensibilidade = 60 / Razão carb/ insulina = 15/1. Monte a refeição com alimentos que você costuma consumir no almoço.

Alimento

Medida caseira

Gramas de carboidrato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOLUS ALIMENTAR =

 

Total

BOLUS DE CORREÇÃO =

 

 

 

Agora Palloma utilize esse perfil para treinar a contagem de carboidratos até NOSSO PRIMEIRO RETORNO.

Meta glicêmica pré-refeição: 80 – 140mg/dL

Meta glicêmica pós-refeição: 80 – 180mg/dL

Fator de sensibilidade: 50

Razão carb/insulina: 1/15g

 

 

Glicemia atual =

Alimento

Medida caseira

Gramas de carboidrato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOLUS ALIMENTAR =

 

Total

BOLUS DE CORREÇÃO =

 

 

 

 

Glicemia atual =

Alimento

Medida caseira

Gramas de carboidrato

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BOLUS ALIMENTAR =

 

Total

BOLUS DE CORREÇÃO =

 

 

 

Pratique um Bolus:

Teste:

Escolha uma ocasião que irá consumir um dos seguintes alimentos: acarajé, banana à milanesa, batata frita, biscoito wafer, bolachas recheadas, bolos recheados confeitados, croissant, feijão tropeiro, lasanha, massa com molho branco, sanduíche com maionese e bacon, paçoca de carne seca, pastel frito, pipoca com manteiga, pizza, salgadinhos com Fandangos® e Ruffles®, tapioca com queijo coalho.

Determine a quantidade de bolus para essa refeição, ajuste o BOLUS de insulina correção e refeição para liberar a dose imediatamente. 

Verifique sua glicemia e registre:

Pré refeição: _________

Após 2 horas do consumo dos alimentos:_________

Após 4 horas do consumo dos alimentos:_________

Se sua glicemia não estiver dentro da meta após 2 horas ou 4 horas da refeição, reavalie a dose junto ao seu médico e nutricionista.

 

Agende sua avaliação!!!

 

 

Fernando César Silva Lage

Nutricionista CRN9: 3889